Reorganizar o guarda-roupa emagrece?

Sim, mas não é somente pelas calorias que a gente gasta em uma arrumação normal da casa. Arrumar o guarda-roupas com o objetivo de fazer uma limpa nas roupas que não usamos é um dos principais fatores que fazem as mulheres quererem entrar em uma dieta ou fazer exercício físico. Afinal, é olhando para as roupas que não nos cabem – mas que amamos – que temos vontade de conseguir entrar nelas novamente.

Muita gente faz o que chamamos de “teoria da calça jeans”, e desse “muita gente” podemos destacar as mulheres: o que tem de mulher que não compra calça jeans nova com o intuito de voltar a caber na antiga não está no gibi. E essa é uma prática inclusive muito positiva para quem está tentando emagrecer: além de conseguir um objetivo concreto (entrar na calça jeans), a pessoa ainda consegue driblar gastos excessivos do orçamento doméstico, quando não faz a aquisição de uma nova calça.

Tem gente que fala que a melhor época do ano para reorganizar o guarda-roupa é em seu início, já que quando estamos em janeiro temos esperança de que o ano será melhor e isso nos dá motivação de abrir o guarda-roupas e organizar a bagunça. Mas qualquer hora é hora de recomeçar uma nova vida, com hábitos saudáveis e dieta balanceada, e o guarda-roupa é só um simbolismo do começo disso. Desejo de renovação e mudança podem ser encontrados – e saciados – durante o ano todo. Basta perseverar.

E o melhor de tudo é que essa excursão pelos armários e pelas roupas desencadeia outras mudanças “organizacionais” dentro da casa: é muito fácil querer pular do armário para a arrumação da cozinha, da geladeira e da lista de compras, o que também é um ótimo pulo do gato para uma vida mais saudável. Infelizmente sabemos que investir em uma dieta balanceada é muito mais caro do que comprar tranqueiras e besteiras, mas a longo prazo é o caminho mais viável para melhor qualidade – e expectativa – de vida.

A dica, então, é utilizar o que já se tem na despensa com a certeza de que o que é supérfluo ou faz mal a saúde não voltará a frequentar esse cômodo. Aliás, ter uma dispensa não muito saudável causa o mesmo efeito que um guarda roupas cheio de preciosidades que não conseguimos mais usar: dá uma vontade louca de mudar tudo aquilo e começar logo uma nova vida.

O importante, sempre, é estabelecer metas antes de iniciar qualquer mudança. Onde se quer chegar com ela? Como? Tudo é possível e viável para quem traça objetivos e tem gana em alcança-los. Além de organizar guarda-roupas e armários de despensa, é bom sempre se ater à importância de beber muito líquido, fazer atividade física e se alimentar sempre bem para conseguir obter os resultados esperados com a mudança de hábitos. Entender que não se deve parar de comer, mas comer bem e nas horas certas, é um dos exercícios mais positivos para que a gente consiga entrar novamente em uma calça-jeans – e no próximo ano só arrumar mesmo a bagunça do guarda-roupa.

O Poder da Semente de Chia – Melhor que Linhaça

O nome é pequenininho e esquisito, mas anda fazendo o maior sucesso no meio dos entendidos em dieta, boa alimentação e bem estar. A chia, uma semente que está sendo intitulada como “mais poderosa que a linhaça”, ajuda a queimar gordura abdominal e, consequentemente, a emagrecer. E é claro que agora é presença garantida em receitas de shakes e sobremesas que fazem parte da dieta balanceada das academias.

O grande segredo da semente de chia é que ela tem poder de melhorar o intestino – e, com o intestino bacana, todo o sistema digestivo começa a ficar mais saudável, pronto para uma nova onda de alimentação balanceada e correta. Além disso, ela diminui bastante o apetite, consegue cortar a gula e detonar a gordura em pouco tempo. Quem consome uma colher por dia, polvilhando a semente de chia no iogurte, nas frutas ou sobre a comida, consegue notar em pouco tempo a diferença que esse alimento faz.

A origem da chia é mexicana, e essa semente é realmente muito poderosa. É composta de muitas fibras (que ajudam a equilibrar o intestino), fósforo e magnésio, em proporções maiores do que a semente de linhaça.

Como Usar a Chia

Os especialistas afirmam, no entanto, afirmam que o ideal para se conseguir resultados positivos é intercalar o uso da chia com a linhaça, já que a linhaça contém uma fibra muito importante para a prevenção do câncer. Mas nem adianta cair de cara na chia pensando que ela vai resolver todos os problemas da noite para o dia. Primeiro porque qualquer novo item na alimentação saudável só deixará a pessoa com uma barriga de tanquinho se por trás dessa iniciativa estiver a prática de atividade física. Segundo porque o excesso do uso da chia pode fazer mais mal do que bem, já que ela é uma semente extremamente calórica.

É o consumo diário de uma colher de sobremesa (ou 25 gramas), de preferência diluída em copo com água, suco ou leite de soja desnatado. Também dá para colocar a chia em iogurtes, saladas ou frutas. E sempre fica muito gostoso. Para quem quer mais opções de consumo da chia, é possível encontrá-la como semente, faria e óleo, mas o óleo de chia não tem muito potencial em suas funções benéficas, com as fibras e nutrientes.

Os benefícios da chia são vários, e conquistam principalmente as mulheres, já que as principais mudanças corporais que a semente ajuda a moldar são os sonhos de consumo feminino. A começar pela barriga chapada, já que a chia tem o poder de ajudar a diminuir a gordura abdominal, e passando pela moderação do apetite, a chia também ajuda a combater celulites e rugas, por ser rica em ômega 3 e possuir ação anti-inflamatória.

Além de regular o intestino e melhorar, assim, a digestão como um todo (apenas para quem bebe bastante líquido, no mínimo 2 litros por dia), a semente de chia também ajuda a controlar a ansiedade e previne doenças graves, como males cardíacos, pressão alta, triglicérides, colesterol e diabetes. Alguns especialistas ainda apostam que a chia ajuda a combater o câncer de mama, além de lutar diretamente contra a osteoporose.

Exercícios físicos podem eliminar gases

Não há uma só pessoa no mundo que ainda não tenha sofrido com o efeito dos famosos gases, um resquício da indigestão que deixa a gente em um mal estar danado, com sensação de que comemos um leão e que, agora ele está rugindo dentro de nós. Afinal, quem mais sofre com isso, além dos idosos, são os bebês – e todos nós já fomos bebês um dia.

A diferença é que os bebês ainda não podem dispor de uma saída que é tiro e queda na eliminação dos gases: os exercícios físicos. A atividade física é um fator determinante para a cura desse mal estar e, para atestar sua eficácia, não é preciso ser nenhum atleta olímpico: uma simples caminhada regularmente pode acabar com o problema na raiz.

Isso acontece porque os gases, formados por gás carbônico, hidrogênio, metano e derivados de enxofre, atacam justamente as pessoas sedentárias. Com esse prognóstico, fica fácil entender porque uma simples atividade física pode ser de muito auxílio, principalmente para mulheres e idosos, que são os que mais sofrem com o problema. A atividade física reflete diretamente no modo como o corpo humano digere os alimentos, melhorando a passagem deles através do sistema digestivo – e a principal causa dos gases é a má digestão.

Além de praticar atividades físicas, como caminhadas, esportes ou frequentar academias, ter bons hábitos alimentares e uma dieta balanceada é uma forma ainda mais eficiente de jogar o problema para bem longe. Para melhorar a digestão é sugerido o consumo de cereais, como trigo, centeio e cevada, folhas e verduras, como alface, agrião, rúcula, escarola e cenoura, e frutas, como laranja, manga, caqui e tomate.

Na contramão do bem estar, o que mais provocam os gases são alimentos como brócolis, repolho e couve flor, feijão, lentilha e grão de bico e os refrigerantes e doces, principalmente o suspiro.

Se nos bebês os gases são causados porque o aparelho digestivo da criança ainda não está totalmente formada (dificultando a contração do intestino), nas mulheres essa sensação de mal estar está intrinsecamente ligada com a menstruação. Durante o período menstrual o corpo feminino incha, e com isso traz a sensação de distensão abdominal. Esse tipo de sensação ajuda na formação dos gases, fazendo com que o famoso período da TPM seja ainda mais doloroso para as mulheres.

Já nos idosos – que, felizmente, estão cada vez mais frequentando as academias em todo o país e se preocupando com seu bem estar – a maior dificuldade na digestão é durante a absorção dos nutrientes dos alimentos. Como os idosos costumam comer bem menos do que as demais pessoas, o estômago fica inchado bem mais rápido, e a comida fermenta mais do que o usual. Dessa forma, mais gases são produzidos – o que aumenta, também, o desconforto abdominal.

É preciso ficar sempre atento aos bons hábitos de vida e de consumo, em qualquer etapa da vida. É sempre bom realizar a mudança de hábitos para alguns mais saudáveis o quanto antes, quando ainda é maior o tempo de recuperação do corpo e, por conseguinte, é possível aumentar não só a qualidade de vida, mas também a sua expectativa em anos. E, para isso, um dos grandes segredos é a prática de exercícios.

Dieta rica em fibras: A real “seca gorduras”

[dropcap style=”font-size: 60px; color: #ff9c00;”]Q[/dropcap]ualquer nutricionista que se preze vai sempre alertar seus pacientes que as fibras são as principais amigas de homens e mulheres que querem colocar as curvas em dia e ter uma alimentação saudável. Isso porque as fibras fazem com que o intestino não fique preguiçoso, e se o intestino funciona bem, é sinal de que todo o resto do aparelho digestivo também funcionará bem.

Além disso, as fibras ajudam a evitar o acúmulo de líquidos pelo corpo e também atua na sensação de saciedade, fazendo ser pouco provável que pouco tempo depois de uma refeição tenhamos aquela indesejável sensação de fome novamente. Apostar nos legumes, verduras e grãos (principalmente nos integrais) é uma boa forma de ter uma dieta rica em fibras e conseguir secar vários quilos em pouco tempo.

Segundo os especialistas, as fibras presentes nesses tipos de alimentos garantem refeições que são mais volumosas e pouco calóricas, o que evita o sacrifício de sair da mesa com uma fome de leão, esperando ansiosamente pela próxima refeição. E, além de ajudar bem na saciedade e no funcionamento do intestino, as fibras auxiliam o funcionamento corpóreo como um todo, facilitando a vida das pessoas que querem conquistar um corpinho mais enxuto.

Fibas nos alimentos ajuda no emagrecimento
Fibas nos alimentos ajuda no emagrecimento

Para cair de cabeça no consumo das fibras de forma bem saudável basta substituir alguns alimentos da dieta, principalmente no prato do almoço. O arroz branco pode virar arroz integral, e se combinado com lentilha ou grão de bico, a receita para o sucesso está pronta. Para deixar de acumular excessos de gordura, principalmente na região abdominal, outra dica é abusar dos cereais, como quinua e farelo de aveia – e essa é, inclusive, uma dica muito preciosa às mamães que pretendem secar os quilos deixados pela gravidez.

As fibras podem ajudar a secar quilinhos bem rapidamente, mas nem por isso devemos achar que são só elas as capazes por fazer a diferença. Na dieta rica em fibras é preciso, necessariamente, que existam outros nutrientes no cardápio, todos de forma bastante equilibrada. Além disso, beber muita água também ajuda não só no funcionamento corpóreo, mas também na aceleração do resultado esperado. Afinal, o consumo de líquidos é muito importante para hidratar as próprias fibras, senão elas podem aumentar a produção de gases e ressecar o intestino (o que compromete a perda de peso como resultado final).

Em toda reeducação alimentar que se preze, é preciso combinar a dieta rica em fibras e líquidos com muito, mas muito exercício físico. O sedentarismo é um grande inimigo das boas práticas alimentares, pois sem estimular o metabolismo é bem difícil manter uma alimentação balanceada e equilibrada sem ficar sentindo fome pelo dia afora. E, ao escolher um esporte para auxiliar no melhoramento da dieta, nem precisa ser uma carga de atleta olímpico: caminhadas, corridas ou aulas de dança podem auxiliar no processo, agindo na dieta de maneira positiva.

Então se você não gosta da ideia de ‘puxar ferro’, saiba que existem outras possibilidades (muito saudáveis) de conquistar o corpo – e a saúde – com que você sempre sonhou! Acompanhe nossas publicações!

Fonte de imagens: http://leve-pra-sempre.blogspot.com.br/2012/12/o-poder-das-fibras.html

5 maneiras de disfarçar as celulites

[dropcap style=”font-size: 60px; color: #ff9c00;”]E[/dropcap]ncontrar no mundo alguma mulher que não tenha celulite é quase como ganhar na loteria – mas, nesse caso, é bem provável que ganhar na loteria seja mais fácil do que encontrar essa mulher! Isso porque a celulite é inerente ao corpo feminino, a não ser que a mulher tenha hábitos alimentares perfeitos desde que nasceu. Enquanto nos homens o excesso de álcool e açúcar formam a famosa barriguinha de cerveja, nas mulheres esse tipo de excesso se aloja, sem nenhuma cerimônia, na pele, causando os indesejáveis buraquinhos. A situação se complica ainda mais quando, ao ganhar peso, a celulite se desconcentra do bumbum e das pernas e começa a ir para barriga e braços.

A celulite, então, nada mais é do que o acúmulo de líquido nas células de gordura da camada mais profunda da pele; a incidência desse acúmulo inconveniente é maior nas mulheres justamente por sua própria constituição corporal. Além da menstruação e das dores do parto, as mulheres também foram “agraciadas” com uma constituição corpórea que permite mais acúmulo de gordura e retenção de líquidos.

Com tantas notícias sobre o assunto, circulando a todo momento, não é segredo para ninguém que uma dieta balanceada e livre de alimentos ricos em gordura e açúcar (refrigerantes, por exemplo), pode ajudar a diminuir significativamente o problema. Também não é mistério que 11 em cada 10 mulheres se sentem muito incomodadas com a celulite, apesar de os homens jurarem de pés juntos que não ligam para isso. A boa notícia é: se não dá para reverter o processo das celulites no corpo, pelo menos dá para disfarçá-las com algumas técnicas.

Como esconder a celulite
Como esconder a celulite

A estratégia mais fácil delas, mas também menos prática, é a maquiagem. A mulher gasta pouco comprando o produto, mas pode levar muito tempo tentando disfarçar os furinhos debaixo de tanta base. Quem não tem esse tipo de paciência pode apelar por outros procedimentos estéticos, um pouco mais caros, mas que também podem fazer toda a diferença. Um deles é o tratamento a laser, que promete diminuir o problema e até eliminá-lo.

Cremes e sprays tonalizantes também são uma boa pedida para disfarçar a indesejável celulite. Os sprays deixam a pele mais bronzeada e uniforme, tornando mais difícil a visibilidade dos furinhos. Os cremes, vendidos até em revistinha de revendedora, podem ajudar a diminuir muito a incidência das celulites, além de dar um jeitinho de disfarçar as que já existem. Para dar certo, no entanto, o produto tem que ser de qualidade.

Mas os especialistas alertam: nada disso faz a menor diferença se a mulher (ou até o homem acometido pelo problema) não se dedicar a mudar seus hábitos de vida. Alimentação saudável, dieta balanceada e a prática regular e constante de exercícios físicos são as principais garantias de que a celulite ficará bem longe por muito tempo. Esse tipo de atitude saudável também ajuda a combater outros problemas femininos que causam muito desconforto estético, como as estrias e as rugas.

Nos homens, por fim, convém lembrar que além de combater uma ou outra celulite que apareça, a alimentação saudável e a prática de atividades físicas podem ajudar a eliminar um bicho papão bem masculino: a calvície. Logo falaremos dela.

9 hábitos que tornam as crianças obesas

Os hábitos não saudáveis que podem causar obesidade na criança (obesidade infantil) ou quando ela alcançar a fase adulta deve ser objeto de preocupação dos pais, principalmente quando as orientações advém de pesquisas científicas. Você não vai querer uma obesidade mórbida em seu filho…

Conheça os hábitos que aumentam as chances do seu nenê ser um gordinho quando crescer! [Ler mais …]

Dieta Dash é a solução para hipertensos

A Dieta Dash tem esse nome porque significa, em inglês, “Dietary Approaches to Stop Hypertension”, resumindo, programa de dieta para a hipertensão arterial.

Foi criada por americanos em razão da preocupação do governo dos EUA em razão no crescente e grande número de hipertensos norte-americanos.

As pesquisas para direcionar a Dieta Dash chegaram à seguinte conclusão: era necessária uma dieta com pouquíssimos índices de gordura saturada, colesterol e demais gorduras e bastante frutas, leites e derivados light e vegetais, que  necessariamente iria melhorar a saúde dos hipertensos. [Ler mais …]

Mudanças saudáveis de hábitos para melhorar a sua vida!

Casa limpa e hábitos saudáveis garantem qualidade de vida e uma vida saudável, portanto, vamos às dicas:

Para seu quarto:

Substituir o espanador por aspirador de pó

O pó contém resíduos de insetos e proteínas do trato intestinal dos ácaros, que causam a rinite alérgica. Dessa forma, o melhor que há para eliminar a poeira não é o espanador, que simplesmente muda ela de lugar, mas um aspirador e um pano úmido. [Ler mais …]

Como equilibrar a relação Trabalho x Refeição. Menos pode ser mais!

Para uma alimentação saudável para quem quer render mais no trabalho, o que é mais indicado? Menos comida, Mais comida ou comida de melhor qualidade?

Existem vários princípios básicos na alimentação adequada para fazer com que você tenha melhor rendimento. Por exemplo, a ingestão de carboidratos estimula naturalmente os neurônios, que são as células responsáveis pela transmissão de informação. Contudo, muito carboidrato, também, não é tão bom para nosso organismo.. [Ler mais …]